Filme de Ficalho

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Natal em Ficalho

AS TOCHAS
Há cerca de 50 anos, os rapazes iam com os pais, à serra, colher gamão (planta que vemos nas fotos) e construíam as suas tochas. Quisémos assim, seguir estes passos. A 20 de Dezembro de 2007, decidimos reviver a tradição das tochas. Para isso convidámos o Francisco Pais, o Francisco Monge e a Glória Pais e lá fomos nós a caminho da Serra de Ficalho.
Estávamos desanimados, num troço da serra havia muitas "alfavacas"mas, muito pouco gamão. Então, resolvemos abalar para outro lado da serra.
Noutra parte, da serra, onde podiamos ver Ficalho ao longe, havia gamão a rebentar, a florir e muito já seco, que era o que nós precisávamos. Pelas caras deles nota-se a alegria.
ASSIM SIM!!!...- Diziam eles.
Gamão a rebentar.
Gamão florido.O Monge ajudou na recolha e no transporte, dos feixes de gamão, no seu Renaut 4. Depois, todos se empenharam na construção das tochas com gamão e cana "freixa", no monte do Francisco.
O LUME DE NATAL
Para aquecer a nossa aldeia, vários homens juntam grandes madeiros, que recolhem ao longo do dia, de porta em porta, para o tradicional lume de Natal.
Na noite de 24 de Dezembro, ao anoitecer, quando o frio já aperta acende-se o gigantesco lume.
Na noite de Natal as famílias reúnem-se para a grande ceia. O prato típico é o tradicional bacalhau com couve à portuguesa. As mesas da consoada são enfeitadas com: arroz doce, filhós, linguados, tronco de Natal, frutos secos.
Terminado o jantar uns dirigem-se à Igreja para assistir à Missa do Galo, e adorar o Presépio. O Côro Paroquial acompanha o beijo ao Menino Jesus numa alegria vibrante, com melodias treinadas com antecedência, por elementos da comunidade . Os menos crentes aconchegam-se à volta do lume de Natal . Os madeiros ardem atrás da Igreja e à sua volta juntam-se grupos de pessoas, uns apenas convivem e outros cantam ao menino (esta tradição está a cair em desuso devido à moda do Menino ser difícil e haver poucos que a saibam cantar).
MODA AO DEUS MENINO
I
O Menino está na neve.
E a neve o faz tremer.
Deus Menino da minha alma.
Quem lhe pudesse valer.



Como era tradição, por volta das onze horas, as tochas foram acesas à porta do Francisco.
Desfilando pelas ruas, na direcção do lume,vão iluminando tudo por onde passam.
Abeiram-se do lume, lançam as tochas incandescentes e gritam"Viva o Deus Menino e Sua Avó Sant'Ana."
Enquanto ardem as tochas, no gigantesco lume de Natal todos se aquecem, desde o mais novo ao mais velho.
A MISSA DO GALO

O Côro Paroquial anima a missa com cânticos alusivos à época festiva.
O Presépio na Igreja
O Beijo ao Deus Menino

O Canto ao Menino, pelo Manuel Leitão.

Durante toda a noite, os jovens visitam os amigos em suas casas e cantam e comem até de manhã, como o confirma o vídeo na noite de 24 de Dezembro de 2003.

video

2 comentários:

Maria Digital disse...

Bem hajam os que ainda zelam por manter vivas, estas tradições. Obrigada a todos os que partilharam estes momentos!

Margarida de Jesus Seita disse...

Ainda bem que existem Marias Digitais, assim podemos reviver tradições da nossa linda aldeia.
Beijinhos
Margarida Monge